Love is In The Air

by Be-Blogger Portugal on: Fevereiro 15th, 2012

 

To-morrow is Saint Valentine’s day,
All in the morning betime,
And I a maid at your window,
To be your Valentine.
Then up he rose, and donn’d his clothes,
And dupp’d the chamber-door;
Let in the maid, that out a maid
Never departed more.

—William Shakespeare, Hamlet, Act IV, Scene 5

 

Ao passear pelas ruas de Lisboa no Dia dos Namorados, fica-se com a sensação de que está a acontecer algo de especial e único. Há milhares de sorrisos, as ruas enchem-se de cor e os pares desfilam pela cidade enchendo-a de cor, observando e procurando espalhar a sua felicidade pelos apressados transeuntes.

O Dia dos Namorados é sem dúvida uma celebração que muitos dizem materialista e fruto de uma criação de necessidades de consumo pelas grandes marcas, no entanto, e como na maior parte das situações que atravessamos na nossa vida, tudo depende do nosso olhar e da emoção que pomos ao vivermos as coisas.

Existem aquelas pessoas que entram em pânico na véspera do Dia dos Namorados porque ainda não compraram nada para oferecer seja por que motivo for, ora quem pensa assim terá provavelmente falta de romantismo e pensamento poético no sangue.

Ao recordarmos as maiores histórias de amor, fictícias ou reais, podemos encontrar um paralelismo interessante, em muitas delas as provas de amor são dadas pelas próprias pessoas e geralmente não envolvem lojas ou presentes.

Por muito óbvio que possam parecer, as provas de amor são dadas todos os dias e o Dia dos Namorados é um dia que desafia a criatividade celebrando o mais belo e misterioso sentimento do mundo.

Viva o Amor e Vivam os Namorados!

 
 

leave your comment