Vem aí a ModaLisboa!

by Be-Blogger Portugal on: Outubro 10th, 2012

Nova Iorque, Londres, Milão, Paris … e agora Lisboa! Finalmente é a vez da capital Portuguesa celebrar a sua semana da moda com a 39ª edição da ModaLisboa | Lisboa Fashion Week que arranca já amanhã!

 

De 11 a 14 de Outubro a baixa Lisboeta, mais precisamente o icónico Pátio da Galé, estará repleto de moda, com os melhores designers nacionais a apresentarem as suas colecções de Primavera/Verão 2013 sob o tema PULSE. Tema este escolhido pois a ModaLisboa é como que um coração da moda nacional – a marcar o seu ritmo e ligada a milhares de emoções!

Nestes quatro dias de moda vamos ficar a conhecer, sempre no ritmo frenético a que a ModaLisboa já nos habituou, as colecções de 19 designers Portugueses, das marcas Adidas e Cia. Marítima, e dos MMC Design Studio, os designer da Fashion Week Poland.

 

Mas porque a Moda não se resume a roupas e colecções, a ModaLisboa terá muito mais do que apenas os desfiles a decorrer à sua volta. Na sala de Arquivo dos Paços do Concelho encontramos Workstation, uma exposição dos melhores trabalhos de oito fotógrafos Portugueses com fortes convicções estéticas e provenientes de diferentes áreas.

E há mais novidades! A marca Adidas, que já é costume surpreender todos os convidados com um desfile inesquecível vai abrir as suas portas ao público. E não só … o desfile será acompanhado e depois seguido por The Misshapes – uma conhecida dupla de “DJ’s Fashionistas”.

 

É muita coisa a acontecer e “pouco tempo” para explicar … Mas deixamos a promessa de voltar para a semana para contar como correu, é claro! Até lá deixamos o calendário desta ModaLisboa | Lisboa Fashion Week!

5ª FEIRA | 11 DE OUTUBRO 2012

19h00 Ricardo Preto – Pátio da Galé

20h00 White Tent - Pátio da Galé

22h00 Filipe Faísca - Pátio da Galé

 

6ª FEIRA | 12 DE OUTUBRO 2012

19h00 Alexandra Moura - Pátio da Galé

20h00 Pedro Pedro - Pátio da Galé

21h00 Os Burgueses . LAB - Pátio da Galé

22h00 Luís Buchinho - Pátio da Galé

 

SÁBADO | 13 DE OUTUBRO 2012

15h00 Valentim Quaresma – Paços do Concelho

16h00 Ricardo Andrez . LAB – Paços do Concelho

17h00 MMC Design Studio (Guest Designer) - Pátio da Galé

18h00 Ricardo Dourado - Pátio da Galé

19h00 Cia. Marítima - Pátio da Galé

20h00 Lidija Kolovrat - Pátio da Galé

21h00 Nuno Baltazar - Pátio da Galé

22h30 adidas - Pátio da Galé

 

DOMINGO | 14 DE OUTUBRO 2012

15h00 Saymyname . LAB – Paços do Concelho

16h00 Vítor . LAB – Paços do Concelho

17h00 Aleksandar Protic - Pátio da Galé

18h00 Nuno Gama - Pátio da Galé

19h00 Marques’ Almeida . LAB - Pátio da Galé

20h00 Dino Alves - Pátio da Galé

21h00 Miguel Vieira - Pátio da Galé

 

 
 

Leave your comment

 Unemployee of the Year

by Be-Blogger Portugal on: Outubro 3rd, 2012

Numa altura em que os jovens precisam mais que nunca de acreditar nalguma coisa, e de alguma coisa que acredite neles, a Benetton traz-nos incentivo sem precedentes e ao seu estilo irreverente do costume.

Contrariando a ideia de apatia, esta campanha vem encorajar os jovens a tomarem as rédeas da sua própria vida e serem agentes de mudança face ao desemprego, expondo os seus projectos e ideias.

Contando com uma geração, que é a mais qualificada de sempre, a que mais línguas fala, e melhor se relaciona com as novas tecnologias, a Benetton chama jovens desempregados de todo o mundo, entre os 18 e 30 anos a apresentar esboços de projectos. As suas ideias devem conduzir a um impacto concreto na comunidade. Estas ideias serão submetidas à fundação UNHATE, e votadas pela comunidade online. Dessa escolha, 100 dos projectos irão receber apoio da UNHATE para tornar reais estes esboços, e irão receber 5.000€ cada para o fazer.

Estes “não-empregados” têm agora a oportunidade de provar a sua utilidade, contrariando a ideia de conformismo e preguiça.

“Um emprego não define quem tu és, mas aquilo que lutas e acreditas.” é a mensagem da benetton.

Fomos espreitar os projectos que os “não-empregados” do mundo apresentam, e ficámos impressionados com as ideias originais que encontramos e que provam que esta geração tem muito a acrescentar.

Em Espanha, onde a taxa de desemprego juvenil (15-24 anos) ronda os 52,9%, Alvaro Dols sugere o “unHATE Journal” que recebe conteúdo de vanguarda que visa contribuir para a construção de uma cultura contra o ódio, com base nos valores da Benetton. A plataforma vai incluir artigos e entrevistas com artistas, arquitectos, celebridades, pessoas comuns, fotógrafos, políticos, que de alguma forma contribuíram para marcar a diferença na história do mundo. Será um lugar para as pessoas que se preocupam com o mundo e com aqueles que o rodeiam, onde se podem reunir e aprender sobre diferentes pontos de vista, compartilhar experiências, assistir vídeos, participar em competições e desafios que definam o perfil dos leitores.

Ana Rita Ramos, vive no Porto não esconde a sua preocupação sobre a situação económica portuguesa. Diz ter notado vários problemas na sua cidade: casas abandonadas em edifícios muitos deles centenários. Acredita que o trabalho dos designers está desvalorizado. Assim, sugere uma reabilitação destas casas dando-lhes uma nova vida, pretende recuperar prédios abandonados e usar esses “buracos” urbanos para a criação de escritórios multidisciplinares (moda, grafismo, interiores, jóias, design multimédia) por toda a cidade. Assim, os designers recém-licenciados teriam oportunidade de expor o seu trabalho e projecta-los na sua cidade.

YouTube Preview Image

Regina Veleno vem de Roma, e no seu país o desemprego juvenil era em Julho de 35,3%. A italiana propõe uma descoberta do mundo interior através da arte do teatro. Numa altura em que muitos andam perdidos, esta ideia surge como uma lufada de ar fresco, onde cada sessão do psicodrama cada pessoa se pode tornar um agente terapêutico para as outras pessoas. Regina propõe este projecto para alertar consciência dos adolescentes de forma a que estes se tornem adultos capazes de ajudar e entender o próximo.

Estes são apenas alguns dos projectos com que nos cruzamos até à data. O desafio Benetton está lançado e temos a certeza que ainda podemos contar com muita mais originalidade da geração “Unemployed”!

 
 

Leave your comment

 Portugal – um país em festa

by Be-Blogger Portugal on: Setembro 12th, 2012

Infelizmente o mês de Agosto já lá vai … e depois de duas ou três semana de trabalho parece que as férias já foram há meses! Mas há lembranças que não nos deixam tão cedo – como o espírito de festa e tradição das Festas e Romarias que todos os anos invadem Portugal durante o Verão.

É verdade que as Romarias não acontecem apenas durante o Verão, havendo inúmeras outras ao longo do ano de igual importância e espírito de festa. Mas é durante estes meses que o país, de norte a sul, está em festa. É durante estes meses que as noites são quentes e longas, que as famílias se reúnem na sua terra e que o nosso espírito se enche de tradição.

E é assim, que de coração recheado de festa e tradição, se festejam os Santos Padroeiros, as Nossas Senhoras, ou simplesmente a terra. Desde as festas da Nossa Senhora da Agonia em Viana do Castelo, até às festas em honra de Nossa Senhora da Luz em Lagoa, no Algarve. Passando pelas festas de Nossa Senhora dos Remédios, em Lamego, pelas festas do Senhor Santo Cristo na Ilha de S. Jorge, ou pelas de Nossa Senhora da Saúde  em Vila Fresca de Azeitão – esta é mesmo uma época para celebrar.

Infelizmente esta época já está a acalmar … com o último fim-de-semana passaram os últimos dias em que se faz festa por uma série de aldeias em simultâneo. Agora o ritmo acalma, mas nunca para! Ainda há que festejar por Ourém, Sintra ou Penafiel no primeiro fim-de-semana de Outubro, e “honrar devidamente” os feriados de 1 de Novembro ou 8 de Dezembro, até começar tudo de novo em Janeiro.

Resumindo, Portugal, independentemente de tudo o que se vá passando em seu redor, nunca esquece o seu espírito de festa. O espírito de celebração que nos está intrínseco e que nos torna Portugueses.

 
 

Leave your comment

 O assalto às fontes

by Be-Blogger Portugal on: Setembro 5th, 2012

Chegámos ao mês de Setembro, mês de retomar o “velho ritmo” do trabalho (incluindo aqui pelo blogue da Benetton, que esteve de pausa com os nossos leitores durante o mês de Agosto). E para começar o mês e esta nova época em grande estilo aqui pelo blogue da Benetton, trazemos um projecto muito Português. Um projecto que nos maravilhou este Verão e que não podíamos correr o risco de algum dos nossos leitores não ter a oportunidade de o conhecer.

Já não é novidade nenhuma que a cidade de Guimarães é a Capital Europeia da Cultura de 2012, mas provavelmente muita gente não ouviu falar do projecto Fountain Hacks que invadiu a cidade durante o mês de Agosto.

Fountain Hacks foi uma das instalações vencedoras do concurso Performance Architecture, concurso que incentivava todos os cidadãos a darem as suas ideias para intervenções urbanas na cidade. Num mês em que o mercúrio sobe além dos 30 graus, esta instalação não podia ter sido melhor pensada – transformar as fontes da cidade em frescas esplanadas ou piscinas.

E os hackers que tomaram de assalto as pontes Vimaranenses foram os arquitectos portugueses LIKEarchitects, juntamente com o designer Ricardo Dourado. Esta dupla viu potencial onde todos viram meros elementos decorativos da cidade, viu uma forma muito divertida e original de fugir ao calor.

Foram então plantadas pela cidade mesas e cadeiras para uma refeição, espreguiçadeiras bem ao estilo de um dia na praia ou boias, escadas e pranchas que transformaram as fontes da cidade em verdadeiras piscinas.

O resultado não poderia ser outro que não um sucesso! Desde os mais aventureiros, que vestidos a rigor tomaram banho pelas fontes da cidade, até aos que aproveitaram para descontrair na esplanada com os “pés de molho”, todos usufruíram ao máximo destas fontes “hackadas”.

Uma óptima ideia que esperemos que seja uma fonte de inspiração para outras cidades Portuguesas (e de todo o mundo), principalmente nestes tempos de calor que ainda nos esperam!

 
 

Leave your comment

 Gonçalo Campos e o guarda-sol Benetton

by Be-Blogger Portugal on: Julho 31st, 2012

Para terminar o mês de Julho em grande, trazemos aos nossos leitores mais um convidado especial a quem lançámos o “desafio Benetton” … o designer Português, Gonçalo Campos.

Licenciado em Design de Produto em 2008, Gonçalo Campos começou por trabalhar na Fabrica, o centro de investigação criativo da Benetton, onde trabalhou com algumas marcas italianas. Desde 2010 tem vindo a desenvolver produtos em nome próprio, e a trabalhar com marcas portuguesas como a Munna, a WeWood ou a Vista Alegre.

Quando lhe fizemos as “perguntas da praxe” dos nossos convidados, o Gonçalo caracterizou a Benetton com as três palavras “Fresco, Colorido e Feliz”. Disse-nos também que se fosse uma cor Benetton seria “aquele azul bem forte”, e que um dia sem a Benetton é como se “o sol não nascesse”.

O seu projecto consiste em dois guarda-sóis feitos de várias peças da Benetton. Quem conhece bem a colecção até consegue identificar uma ou outra, mas neste projecto isso não é o importante. No guarda-sol o que interessa é a protecção que as peças de roupa, unidas, nos dão. Uma protecção Benetton.

Para citar as palavras do Gonçalo, e o seu pensamento ao criar o guarda-sol, “É um projecto que junta a protecção que a roupa nos oferece no dia-a-dia, com a mensagem de conforto e jovialidade característicos da Benetton.”

Pois é … a roupa é muito mais que um mero acessório de moda, é algo que nos protege. Ao escolher um objecto muito alusivo a protecção o designer conseguiu materializar este pensamento da melhor maneira, e ainda fotografá-lo de uma forma muito veranil e colorida – bem ao estilo Benetton!

Resta-nos deixar o nosso agradecimento especial ao Gonçalo por ter participado neste desafio Benetton, e dar-lhe os parabéns por estar mais do que à altura! Muito Obrigado!

 
 

Leave your comment

 100 orgulhosos anos olímpicos

by Be-Blogger Portugal on: Julho 25th, 2012

Foi há pouco mais de duas semanas que foi inaugurado por Lisboa o Museu Nacional do Desporto. Em vésperas de Jogos Olímpicos esta é uma inauguração que faz todo o sentido, até porque (para quem ainda não sabe) este é o ano em que Portugal comemora 100 anos de participação nos Jogos Olímpicos.

Fomos então visitar a exposição “100 anos de Participação Portuguesa nos Jogos Olímpicos: 1912-2012”.

A surpresa começa ao entrar no Museu. Para quem costuma passar pelos Restauradores provavelmente nunca deu muita atenção ao Palácio da Foz. É um edifício lindíssimo, é claro, mas para quem o vê de fora, é apenas mais uma das fachadas bonitas desta praça. Agora o seu interior, e principalmente o pátio interior que dá entrada ao local onde está alojada a exposição, isso sim, deixa-nos sem palavras.

E este encantamento e falta de palavras não cessam após entrar na exposição. O espaço pode não ser muito grande (apenas meia dúzia de salas), mas está repleto de algumas das maiores conquistas e vitórias dos Portugueses no mundo do desporto. Repleto de momentos que cortaram a respiração a 10 milhões de pessoas e dos nomes que os protagonizaram, e que ficarão para sempre na lembrança de um povo.

Ao entrar na sala principal da exposição somos logo confrontados com, de um lado a vela e leme do Europe usado por Joana Pratas nos jogos de 2004, e do outro por uma série de exemplares dos fatos oficiais dos atletas – desde um simples blazer azul com um emblema (algo que rústico) de Portugal usado nos anos 50 em Helsínquia, até ao conjunto bege e vermelho dos jogos de Pequim em 2008.

E depois é continuar a explorar … desde o quadro completo com as caras de todas as medalhas portuguesas, passando por formulários de inscrição nos jogos preenchidos no ano de 1912, passando por retratos ou material usado ao longo dos 100 anos na competição – está lá tudo! Algumas “relíquias” têm um lugar de destaque é claro, como por exemplo a roupa usada por Rosa Mota em 88, os sapatos com que Nelson Évora deu o seu salto de Ouro em Pequim e várias medalhas ganhas pelos atletas Portugueses ao longo dos anos.

Para acabar a exposição, um corredor exibe os posters dos vários anos. Desde o poster rústico dos primeiros Jogos Olímpicos da actualidade, realizados em Atenas em 1896, até ao moderno logotipo de Londres, que a partir desta sexta invadirá o mundo.

Neste corredor temos ainda uma das coisas mais curiosas da exposição. Por baixo do poster de cada país encontramos o nome dos atletas Portugueses que participaram nesses jogos. E se em 1912 a lista é curta, com apenas 6 nomes, este número vai crescendo de ano para ano, ocupando cada vez mais espaço de poster para poster, até chegar quase aos 80 atletas nos jogos de 2008.

Saímos do Museu um pouco mais orgulhosos do que entrámos. E agradecemos a todos os Atletas Portugueses por este orgulho, e por mostrarem que num país tão pequeno, num grupo de uns meros 10 milhões (que noutros países é a população de uma só cidade), encontram-se muitos que estão entre os melhores do mundo.

O Museu fica localizado no Palácio da Foz, nos Restauradores, e a entrada é livre até ao final do ano. Por isso, a todos os leitores que tenham a oportunidade, aconselhamos uma visita!

 

 
 

Leave your comment

 7 maravilhas – praias de Portugal

by Be-Blogger Portugal on: Junho 28th, 2012

Parece que é desta! Finalmente por Portugal começa-se a sentir aquele calor tão característico, que todos os anos traz um “ar” diferente aos meses de Verão. E para quase todos os Portugueses, que têm a sorte de viver ao longo da grande costa do nosso país, ou que tenham uma praia fluvial por perto, este calor significa praia!

A escolha de “A que praia ir num dia de calor?”, não é fácil por Portugal. Estamos rodeados por algumas das mais belas praias do mundo, e na altura de escolher uma, são inúmeros os factores que pesam … mas é para facilitar esta escolha que nos chegam as 7 Maravilhas – Praias de Portugal.

Com cerca de 1230km de costa e uma série de rios, o que não falta por aqui são todo o tipo de praias. Sejam praias fluviais, praias formadas em lagoas ou albufeiras, praias em arribas, praias de dunas, praias urbanas, praias selvagens ou praias para uso desportivo (estas são as 7 categorias das maravilhas), há de todo o tipo por Portugal, a claro, na votação para as 7 melhores praias de Portugal, todas estas entram.

Foi precisa uma grande deliberação para reduzir estes milhares de quilómetros de praias Portuguesas a apenas 70 finalistas, daí apenas para 21, para destas serem escolhidas apenas 7 Maravilhas – Praias Portuguesas. Esta escolha não pode ter sido fácil, e certamente deixou de fora algumas das praias preferidas de muita gente. Mas a verdade, é que apesar de serem tantas e tão maravilhosas, apenas 7 podem ser ”AS” 7 Praias de Portugal.

Agora a decisão de quais são as 7 Melhores – Praias Portuguesas passou para as mãos dos “praiantes”, por isso o nosso conselho é que durante o Verão, passem o maior tempo possível na praia. Descubram uma a uma, a beleza de cortar a respiração destas praias portuguesas, ou se não der, simplesmente aproveitem um maravilhoso dia de Verão por uma das que pode vir a ser das 7 Maravilhas – Praias de Portugal.

A todos os nossos leitores, desejamos uns Verão cheio de praia, mas acima de tudo, desejamos que aproveitem bem as Maravilhas que encontramos todos os dias à nossa volta por Portugal, porque estas estão mesmo em todo o lado!

 
 

Leave your comment

 Deixem passar as festas populares

by Be-Blogger Portugal on: Junho 20th, 2012

“Santo António já se acabou

O São Pedro está-se a acabar

São João, São João, São João

Dá cá o balão para eu brincar”

 

Será que há algum Português que ainda não entoou este “clássico” da música popular Portuguesa nos últimos dias..? Estes emblemáticos versos que querem dizer uma só coisa –de norte a sul, o país está em festa!

Cada qual com seu santo e seu feriado, todas com muita festa, sardinhas, marchas, música e animação … são assim as celebrações dos Santos Populares por Portugal, que este ano estão melhores do que nunca, e ainda prometem muita animação até ao fim do mês de Junho.

O momento mais icónico das festas populares aconteceu por Lisboa, no passado dia 12 … estamos a falar claro, das Marchas Populares. Sejam oriundos dos bairros mais tradicionais no coração de Lisboa, como Alfama ou Bairro Alto, ou do orgulhoso bairro do Alto do Pina, que levou para casa o prémio de melhor marcha pelo segundo ano consecutivo, centenas de alfacinhas desfilaram com muita cor e alegria pela animada Avenida da Liberdade.

Mas quem não quer deixar a noite acabar com o passar da última marcha, esta é provavelmente a noite em que Lisboa tem mais para oferecer. Basta começar a subir por Alfama, para começar a ver animação em cada esquina. Em cada rua nasceu um palco onde passam os “clássicos” dos Santos, a cada meia dúzia de metros foi plantada uma barraquinha de cerveja, os restaurantes, lojas ou moradores, trazem para fora o grelhador, para garantir que ninguém fica sem uma sardinha assada, e até algumas janelas do rés-do-chão viram balcões, começando a vender bifanas ou um copo de vinho.

E como diz a música, Santo António já se acabou, mas o São Pedro e o São João ainda estão para vir. Prometem muita animação por Portugal inteiro, levando a mais lugares a incontornável sardinha assada, e uma dose das tradições de cada terra. Como é o caso do Porto, que recebe já este fim-de-semana as festas de São João, onde entre os tradicionais martelinhos e alhos-porros, com certeza não vai faltar muita festa!

A todos os que ainda esperam que os Santos passem pelo seu bairro, desejamos muita diversão! Para os outros, fica o eterno cliché … “Pró” ano há mais!

 
 

Leave your comment

 Rock in Rio Lisboa 2012 – O Maior Festival de Música do Mundo

by Be-Blogger Portugal on: Junho 12th, 2012

 

Aconteceu há pouco mais de uma semana o Rock in Rio Lisboa 2012.

 

Esta edição contou com bastantes novidades, como acontece em todas … mas desta vez as novidades foram mais populares e a adesão do público foi bem maior. Há que dizer que o Rock in Rio Lisboa não é um festival de música como todos os outros. A particularidade deste festival é, não só acontecer 100% dentro de um cenário totalmente natural, como apelar a várias gerações de públicos ao mesmo tempo.

 

 

Enquanto que outros festivais de música apelam aos fãs das bandas para os irem ver (e depois os entretêm com diversões lateralmente), no Rock in Rio, além de se ir ver as bandas preferidas muitas são as famílias (sim Pais e filhos, todos juntos) que vão passar um dia em conjunto. Esta é uma grande particularidade deste festival que o torna único no panorama nacional … e raro no panorama internacional (com todos os perigos que uma afirmação destas pode acarretar).

 

Ora fazendo um balanço desta edição do Rock in Rio, não poderemos deixar de referir dois dos maiores sucessos junto deste público familiar: a Roda Gigante e a Montanha Russa. Se a Roda Gigante já não era novidade, a montanha russa era … e foi recebida muito bem pelos milhares de pessoas que durante horas faziam fila para andarem nela. Mais do que adrenalina ou uma volta na roda gigante, o que conta é ter uma experiência do Rock in Rio diferente e marcante.

 

 

Mas as novidades não acabaram por aqui e as duas mais populares desta edição foram a Rock Street e o concurso de Street Dance.

 

Estas foram talvez as duas mais populares novidades desta edição do Rock in Rio Lisboa 2012. A Rock Street (uma imensa e extensa rua com fachadas de prédios a imitar o ambiente do Bairro Francês de Nova Orleães) foi um verdadeiro sucesso. Com muitas lojas, animação permanente e uma imensidão de opções de distracção e de animação e entretenimento a Rock Street foi um verdadeiro sucesso perante o público de todo o festival, fosse ele metaleiro ou mais pop.

 

 

A Street Dance foi uma das surpresas dos festival. Com base numa ideia de organizar um concurso de Street Dance entre os vários países onde acontece o Rock in Rio (Portugal, Espanha, Brasil e Argentina), os vários concorrentes foram dançando e sendo votados por um júri especialista na matéria até chegar ao vencedor da edição Portuguesa (que vai concorrer ao título internacional em Buenos Aires em 2013.

 

Mas o mais surpreendente foi a adesão do público a um espectáculo que é tudo menos institucional. Com actuações regulares ao longo dos 5 dias de Rock in Rio Lisboa 2012, o público aderiu em massa a estas performances. Num palco com um cenário de um beco de Nova Iorque, os bailarinos foram dançando os vários estilos e foram fazendo as delícias de todos os que por lá estavam … e eram muitos!

 

 

Mas a história deste Rock in Rio Lisboa 2012 não se faz sem mencionar alguns concertos que foram de facto muito bons.

 

Hoje, com alguma distância, podemos dizer que o melhor concerto foi o de Bruce Springsteen. O “boss” excedeu-se e surpreendeu todos com a sua energia em palco, com a sua simpatia e com a sua capacidade de comunicação com o público. foi um dos melhores concertos de todas as edições do Rock in Rio em Lisboa. Quase duas horas de concerto, com um ritmo imparável e uma harmonia com os 70.000 fãs que assistiam impressionante. Mas há mais … Bryan Adams fez duas horas de êxitos continuas – o que levou o público ao rubro … os Maroon 5 surpreenderam tudo e todos e deram um daqueles concertos inesquecíveis (mesmo dentro de vários anos, muitos ainda vão falar desse concerto) … Joss Stone foi de uma harmonia e de uma delicadeza e de uma perfeição em palco inigualável.

 

 

Foram muitos os concertos que surpreenderam, forma muitos os momentos marcantes e pode-se dizer que, para as mais de 350.000 pessoas que passaram pelo Parque da Bela Vista, esta foi mais uma edição de sucesso.

 

A promessa de 2014 já está feita … com mais Rock Street … este é sem dúvida, pelo seu cariz, pela sua dimensão e pela sua internacionalização, o Maior Festival de Música do Mundo

 
 

Leave your comment

 Dia mundial do ambiente celebra-se no zoo

by Be-Blogger Portugal on: Junho 5th, 2012

Hoje celebra-se por todo o mundo fora o Dia Mundial do Ambiente, e por toda a parte, em dezenas de países, e centenas de cidades, milhares de pessoas dedicam-se a espalhar uma mensagem de sensibilização para este tema cada vez mais urgente … Um dos lugares que faz questão de não deixar esta data passar ao lado é o Jardim Zoológico de Lisboa.

E falamos do Jardim Zoológico, pois este é o símbolo mais icónico do ambiente na confusa cidade de Lisboa. Esta pequena vila resguardada por muros e uma das mais belas entradas que se encontram pela cidade de Lisboa (e que celebrou na semana passada o seu 128º aniversário), dedica-se ao ambiente 365 dia por ano.

Mas o Jardim Zoológico não se fica pelo centro de conservação, a reintrodução de espécies em vias de extinção ou a investigação diária que dedica ao meio ambiente. Este Jardim ainda faz a questão de ensinar e espalhar a sua dedicação ao meio ambiente com muita festa à mistura.

Para começar, numa iniciativa muito recente, o Zoo criou os Sábados Selvagens, onde apender tudo sobre o meio ambiente e os animais que habitam esta pequena selva, se torna num dia repleto de aventuras como entrar pelas jaulas ou dar de comida aos seus simpáticos habitantes.

E claro, nesta semana, de 5 a 8 de Junho, o Jardim Zoológico vai celebrar tanto o Dia Mundial do Ambiente como o Dia Mundial dos Oceanos, juntando assim dois temas que se completam, e ensinando-os aos seus visitantes de uma forma lúdica e interactiva.

Seja para as crianças, que começam apenas agora a compreender o meio ambiente e como cuidá-lo, ou para os adultos, que voltam ao Jardim Zoológico para reviver a Nostalgia de passear até à aldeia dos macacos, ou de dar uma moeda ao Elefante que tocava um sino, este é um programa que sugerimos a todos os que queiram festejar este Dia Mundial do Ambiente.

 

Salvar o Meio Ambiente nunca foi tão urgente, mas também pode ser algo divertido e didático!

 
 

Leave your comment